×
Português English
Ira! – Você Não Sabe Quem Eu Sou (1998)

Ira! – Você Não Sabe Quem Eu Sou (1998)

format_list_bulleted

Faixas

description

Descrição

people

Artista

Para escutar uma música, clique no botão "Play".

  • play_circle_outlineÀs vezes de vez em quando
  • play_circle_outlineCorrenteza
  • play_circle_outlineMiss lexotan 6mg - garota
  • play_circle_outlineVou me encontrar
  • play_circle_outlineEu não sei
  • play_circle_outlineTantas nuvens
  • play_circle_outlineNada Além
  • play_circle_outlineDescendo o Mississipi
  • play_circle_outlineJustiça Militar, Justiça Civil
  • play_circle_outlineVocê Não Sabe Quem Eu Sou
  • play_circle_outlineA Natureza Sobre Nós

Você Não Sabe Quem eu Sou é o nono álbum de estúdio da banda brasileira Ira!, lançado em 1998 pela Paradoxx Music.

No mesmo ano em que se completava uma década do lançamento de Psicoacústica, o Ira! se comprometeu a fazer um álbum tão ousado quanto o LP que havia lançado dez anos antes, procurando por novas tendências musicais, ou, como já dizia a letra de “Farto Do Rock ‘n’ Roll”, “outros sons, outras batidas, outras pulsações”. Se o rap era o estilo musical que marcou a sonoridade do disco de 1988, em Você Não Sabe Quem Eu Sou a influência da vez na música da banda era o techno. A música eletrônica e as festas raves se popularizaram no Brasil no final dos anos 90 e surgiam vários grupos que, formando uma cena própria, seguiam as diversas vertentes do gênero (techno, house, drum’n’bass, etc.), reflexo do êxito destes estilos pelo exterior, onde o DJ Fatboy Slim e grupos como o Prodigy e os Chemical Brothers, dentre outros, estavam bem cotados nas paradas de sucesso com seus singles.

Edgard Scandurra militava pela cena musical eletrônica de São Paulo já fazia algum tempo, e acabou fortemente influenciado pelas preferências musicais do meio clubber, fato que se tornou notório quando lançou seu segundo disco solo, Benzina, em 1996. Passados dois anos do lançamento deste trabalho, o guitarrista deu continuidade ao seu projeto de incorporação de elementos de música eletrônica ao rock no oitavo disco de carreira do Ira!. Outra grande banda do rock brasileiro dos anos 80 seguiu igualmente esse direcionamento: o Barão Vermelho, que lançou, também em 1998, o CD Puro Êxtase. Lobão, no álbum Noite, outro lançamento daquele ano, trouxe influências do trip hop (de grupos como o Massive Attack e o Portishead) para o repertório, que se manifestariam da mesma forma no trabalho seguinte, A Vida é Doce, lançado um ano depois. O “namoro” dos artistas do pop nacional com a música eletrônica não era algo necessariamente novo, já que Lulu Santos flertou com a dance music em 1993, quando lançou Assim Caminha a Humanidade.

Em Você Não Sabe Quem Eu Sou, podem ser encontrados temas totalmente eletrônicos (mais especificamente as faixas “Descendo o Mississipi” e “Justiça Militar, Justiça Civil”); já outras canções, como o rock “Às Vezes, De Vez Em Quando” e a balada que dá nome ao disco, têm apenas integrados resquícios da música techno nos arranjos. “Tantas Nuvens”, música de abertura de Benzina, ganhou releitura neste disco do Ira!, com Nasi fazendo os vocais que originalmente eram cantados por Edgard no disco solo deste.

Ira! foi uma banda brasileira de rock and roll, formada em 1981, na cidade de São Paulo. No final dos anos 70, no outono da ditadura militar, Edgard Scandurra, fascinado pelo punk rock, ia a shows na periferia da cidade, para trocar informações mais...

Gêneros: ,

Baixe também outros álbuns de Ira!

Confirme o código abaixo:

verificador

Código incorreto! Por favor, digite o código novamente...

Dúvidas? Como baixar | Contato

× skip_previous pause skip_next