×
Português English
Ira! – Clandestino (1989)

Ira! – Clandestino (1989)

format_list_bulleted

Faixas

description

Descrição

people

Artista

Para escutar uma música, clique no botão "Play".

  • play_circle_outlineMelissa
  • play_circle_outlineTarde vazia
  • play_circle_outlineEfeito Bumerangue
  • play_circle_outlineBoneca de cera
  • play_circle_outlineCabeças Quentes
  • play_circle_outlineO Dia, A Semana, O Mês
  • play_circle_outlinePatroa
  • play_circle_outlineConsciência Limpa
  • play_circle_outlineClandestino
  • play_circle_outlineNasci em 62

Clandestino é o quarto álbum de estúdio da banda  de punk rock brasileira Ira!, lançado em 1990 pela WEA.

Lançado na época do infame Plano Collor, o quarto disco do Ira! deflagra um período de crise criativa reconhecida pelos próprio integrantes. “Foi um disco burocrático, gravado por uma banda aos pedaços”, declarou Edgard Scandurra a Ricardo Alexandre sobre o que ele achava de Clandestino, em reportagem sobre a banda para a revista ShowBizz em dezembro de 1999.

A escassez de material novo, ocorrida muito por conta do primeiro disco-solo de Edgard, Amigos Invisíveis, que possuía um repertório bem inspirado, pressionou a banda a resgatar canções compostas mesmo antes do lançamento de Mudança de Comportamento (em 1985), sendo o caso de “O Dia, A Semana, O Mês”, de “Nasci em 62” e da faixa-título, escrita pelo guitarrista ainda na época do grupo Subúrbio (o “embrião” do Ira!), em 1979. Além da falta de sucesso comercial (apesar de “Tarde Vazia” ter sido tocada razoavelmente nas rádios), o disco foi duramente criticado pelos jornalistas musicais, que tomaram como alvo principal as letras.

O LP traz como convidado especial o ator Paulo Villaça, conhecido pelo papel do protagonista do filme O Bandido da Luz Vermelha (inspirado na trajetória do delinquente João Acácio Pereira da Costa, o famoso Bandido da Luz Vermelha), de Rogério Sganzerla, que já havia servido de inspiração para o álbum anterior, Psicoacústica. Tal como no disco de 1988, o Ira! procurou explorar outros estilos musicais em Clandestino. “Melissa”, pela forma de cantar de Nasi e pela presença do berimbau no arranjo, tem influências de músicas utilizadas em rodas de capoeira. “Cabeças Quentes”, por sua vez, incorpora elementos de samba, que dá lugar a um som mais próximo do hard rock a partir do quarto minuto de duração (a música dura aproximadamente cinco minutos e vinte segundos).

O disco tem dedicatória ao músico Pedro Gil, filho de Gilberto Gil, morto em acidente automobilístico no começo de 1990.

Ira! foi uma banda brasileira de rock and roll, formada em 1981, na cidade de São Paulo. No final dos anos 70, no outono da ditadura militar, Edgard Scandurra, fascinado pelo punk rock, ia a shows na periferia da cidade, para trocar informações mais...

Gêneros: ,

Baixe também outros álbuns de Ira!

Confirme o código abaixo:

verificador

Código incorreto! Por favor, digite o código novamente...

Dúvidas? Como baixar | Contato

× skip_previous pause skip_next